Tanto a TVI como a maioria dos seus canais afiliados têm vindo a efetuar um trabalho jornalístico de caráter um tanto ou quanto controverso no decorrer das últimas décadas, com parte desse conteúdo a vir através das jornalistas femininas da TVI mais famosas.

Ainda que tenha muitos seguidores assíduos, que apreciam imenso o conteúdo produzido, a TVI também tem um historial consideravelmente controverso, que faz com que a sua credibilidade seja frequentemente questionada. Não obstante, a TVI é também creditada por ter dado a conhecer ao mundo algumas das jornalistas mais belas e talentosas que já tivemos até hoje.

Ainda que a qualidade produtiva nem sempre dê cartas, a realidade é que nesta estação já trabalharam e continuam a trabalhar muitas profissionais de excelência. De seguida, daremos a conhecer algumas daquelas que mais têm marcado o universo jornalístico, não só da TVI, como também de toda a televisão nacional.

Carolina Resende Matos


Carolina Resende Matos é uma destacada jornalista e apresentadora de televisão portuguesa. É conhecida pelo seu trabalho de qualidade na estação de Queluz de Baixo. Na sua carreira de mais de duas décadas, cobriu uma ampla gama de tópicos, incluindo política, economia e questões sociais.

Carolina Resende Matos é uma figura respeitada e influente no mundo do jornalismo português. Esta chegou a ser fortemente elogiada pelo apresentador Manuel Luís Goucha, que afirmou que Carolina não se cansa do seu trabalho e que é notável "como alguém em três minutos conta de fio a pavio uma história de que teve conhecimento há poucas horas."

Manuela Moura Guedes


Seria difícil criar uma lista das jornalistas femininas da TVI sem mencionar aquela que é uma das, senão mesmo a mais popular e controversa jornalista que a TVI já teve até hoje.

Nascida no Cadaval, a 23 de Dezembro de 1955, Manuela Moura Guedes tem já um longo historial de excelência na televisão nacional, tendo passado pelos três principais canais portugueses, ainda que tenha sido na TVI que realmente se tenha sobressaído e tornado um rosto conhecido de todo o público português.

Na RTP começou por apresentar o “Festival da Canção”, em 1979, tendo, mais tarde, apresentado o “Jornal das 9” na RTP2, que foi onde começou a estabelecer-se enquanto jornalista. A sua carreira na TVI teve início em 2000, tendo durado 9 anos como apresentadora do Jornal Nacional. Durante esse período tornou-se uma das jornalistas mais mediáticas da televisão portuguesa.

Conceição Queiroz


É mais uma das grandes jornalistas com uma exemplar carreira de prestígio na TVI. Particularmente, enquanto jornalista de investigação. Nasceu em Moçambique, em 1975 e licenciou-se em Sociologia no Instituto Universitário de Lisboa, sendo, também, Mestre em História Moderna e Contemporânea, encontrando-se agora a fazer um doutoramento em Estudos Portugueses.

Tirou a carteira profissional de jornalismo em 1994 e iniciou-se no ramo através da rádio, trabalhando na Rádio Clube Português e no grupo Semanário. Um pouco mais tarde alcançou a posição de diretora de Informação da Televisão de Cabo Verde, o que contribuiu para impulsionar imenso a sua carreira jornalística.

Entre as suas principais obras encontramos trabalhos como “Serviço de Urgência”, “Os Meninos do Jamba”, “A última História de Amor” e “ A Vida Privada das Elites do Estado Novo”.

Paula Magalhães


Nascida em 1962 em Braga, Paula Magalhães iniciou a sua carreira jornalística logo muito cedo, tendo entrado para a RTP aos 18 anos e chegado mesmo a ser pivô do Telejornal, juntamente com José Eduardo Moniz.


Mais tarde veio a fazer parte da equipa fundadora da TVI, tendo sido uma das primeiras pivôs da estação. Destaca-se por ter feito a cobertura de diversos eventos extremamente importantes da história de Portugal, entre eles a morte de Sá Carneiro, a segunda visita do Papa João Paulo II a Portugal e o Incêndio do Chiado. Na TVI, em particular, ficou conhecida pelo “Informação 4”, “Jornal Big Brother”, “Discurso Direto” e “Português português”.

Luísa Castel-Branco


Sem dúvida, uma das personalidades televisivas mais respeitadas da história da TVI, conhecida, não só pelo seu trabalho enquanto jornalista, como também enquanto apresentadora, atriz e escritora.

Nascida em 1954, em Lisboa, começou por ser redatora do Semanário, tendo logo de seguida trabalhado no Canal Notícias de Lisboa. Em 1999 ingressou na TVI, onde ficou conhecida pela apresentação de diversos programas, entre eles o “Dinheiro à Vista”, “Big Brother” e “O Amor Acontece”.

Para além disso é conhecida por diversas obras literárias, como é o caso de “Luisa”, “Não digas a ninguém “ e “Estranho lugar para amar”. De momento, Luísa Castel-Branco ocupa o cargo de Subdiretora de Conteúdos e Planeamento da TVI/CNN Portugal.

Raquel Matos Cruz


Nascida em 1972, Raquel Matos Cruz faz parte da TVI desde 2000, vincando-se como uma repórter dinâmica e aventureira, com um currículo de fazer inveja, tendo sido uma das principais repórteres enviadas para documentar a guerra do Iraque em 2003.


O seu trabalho de excelência foi reconhecido em 2012, ao receber um muito bem merecido prémio de jornalismo na área da saúde mental, à qual tem dedicado anos da sua carreira profissional.

Luiza Alagoa


Luiza Alagoa formou-se em Comunicação Social na Escola Superior de Educação de Viseu. Também estudou na Universidad Ramon Llull, em Barcelona e na Universidade Católica Portuguesa. É uma jornalista de grande qualidade cujo trabalho tem vindo a ser cada vez mais reconhecido no decorrer dos últimos anos.

Está com a TVI desde 2001 e é melhor conhecida por fazer parte da equipa TVIOnline, bem como pelo programa “Português português”.

Patrícia Reis


Licenciou-se em Comunicação Social no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa e conta já com mais de 16 anos de carreira jornalística. Apenas recentemente, aos 39 anos, entrou para a TVI, mas está já a dar cartas pelo seu trabalho de exímia qualidade na equipa Newdesk da TVI24 e TVI24.pt


Cristina Reyna


Cristina Reyna conta já com uma carreira de 28 anos enquanto jornalista. Destaca-se pelo seu trabalho em torno do conflito israelo-palestiniano, tendo sido a responsável pela cobertura dos conflitos armados.

No entanto, os principais marcos da sua carreira prendem-se a dois documentários de grande qualidade que realizou, centrados na morte de Che Guevara na Bolívia. Enquanto apresentadora tem alternado entre diversos programas de notícias, entre eles o Jornal da Uma e o Jornal das 8.

Andreia Palmeirim


Nasceu em Vila Real de Santo António e tem uma licenciatura em Comunicação Social na Universidade Católica de Lisboa. A sua carreira jornalística teve início em 2006, mesmo antes de se licenciar, enquanto estagiária da TVI.

Em 2016 foi contratada pela TVI, e desde aí tem-se dedicado maioritariamente à apresentação de noticiários desportivos. É, também, conhecida por ser a responsável por diversas emissões especiais que fizeram a cobertura da Liga dos Campeões, bem como de diversos outros eventos desportivos, particularmente os ligados ao futebol.

Autor: author admin

Tiago Palha é um redator apaixonado por tudo o que tem a ver com o mundo das celebridades, tecnologia gastronomia, e muito mais. Siga-o nas redes sociais: Facebook | Twitter

0 comments:

Enviar um comentário