Observar os atores e atrizes da Globo é sempre um barómetro muito correto para perceber como vai a qualidade da representação no Brasil. Lá, as telenovelas da Globo tornaram-se numa montra para novos atores e atrizes, revelando nomes promissores e consolidando outros mais antigos..

As telenovelas da Globo tornaram-se num selo de qualidade num género que muito rapidamente fez escola. As telenovelas são um género melodramático, que dá preferência ao entretenimento em vez da complexidade do argumento, dividido em episódios e com um final imprevisível.

Além disso, recorrem a pequenos truques, como os cliffhangers no final de cada episódio (finais em aberto que remetem imediatamente para p episódio seguinte) que mantém o espectador interessado ao longo da trama.

Glória Pires




Glória Pires estreou-se na televisão logo como uma das atrizes da Globo - com a telenovela “A pequena orfã” -, quando tinha apenas 8 anos de idade. Isso fez com que pareça ter crescido toda a sua vida com o seu público.

Nascida em 1963, no Rio de Janeiro, Glória Pires seguiu os passos do seu pai, o ator e humorista António Carlos Pires, e rapidamente convenceu a Globo a apostar em si. “Dancin’ Days”, um clássico da Globo de 1978, marcou o seu primeiro grande papel, que a levaram pelas principais produções da televisão brasileira.

Paralelamente ao pequeno ecrã, Glória Pires manteve também uma respeitável carreira cinematográfica. Atualmente, Glória Pires mantém-se mais afastada da representação por opção própria, tendo anunciado que preferia dedicar mais tempo à sua família.

Deborah Secco



Considerada uma das mais bonitas atrizes da Globo e mulheres doBrasil, Deborah Secco tornou-se num rosto habitual da televisão brasileira desde muito nova. Nascida no Rio de Janeiro em 1979, a atriz estreou-se no pequeno ecrã na publicidade e, em apenas três anos, estava na Globo, na sua primeira telenovela - “Mico preto”.

A partir daí, Secco nunca mais parou, saltando entre novelas e mini-séries da Globo, teatro e cinema. Aliás, foi no grande ecrã que Deborah Secco criou polémica, ao interpretar Bruna Surfistinha no seu filme biográfico homónimo, uma famosa acompanhante de luxo brasileira.

A sua carreira de atriz já lhe tinha valido uma série de prémios e distinções ao longo dos anos. Na Globo destaque para as telenovelas “A próxima vítima”, “Vita Lata” e “A favorita”. A sua vida pessoal foi também capa de revistas, especialmente durante a sua relação com o futebolista Roger, que chegou a ter uma passagem por Portugal, enquanto jogador do Benfica.

Cláudia Raia


Cláudia Raia é outra das atrizes veteranas da Globo, que marcam toda uma geração que cresceu a ver as telenovelas brasileiras. Nascida em Campinas, em 1966, Raia começou a sua carreira como bailarina, tendo estudado inclusive nos Estados Unidos durante 4 anos.

Foi precisamente o musical que a levou a televisão, dando depois o salto para a comédia, tendo contracenado com Jô Soares, com quem haveria de manter uma relação durante dois anos. Foi a telenovela de culto “Roque Santeiro”, da Globo, que catapultou Cláudia Raia em definitivo para os grandes palcos, em 1985.

Na pele da dançarina Ninon, Raia conquistou finalmente o público, aliando beleza e talento em iguais proporções. A partir daí tornou-se num dos rostos da Globo, tanto nas suas telenovelas (de “Rainha da Sucata” a “Torre de Babel”, por exemplo) como também como apresentadora ou jurada de concursos de talentos.

Além disso, a sua vida pessoal também a manteve nas capas da revista, tendo tido um casamento muito badalado com o ator Alexandre Frota ou com o apresentador Fausto Silva.

Malu Mader





Apesar de ser uma jovem, Malu Mader é já uma das mais veteranas atrizes da Globo. Nascida em 1966, no Rio de Janeiro, Mader estreou-se com 16 anos na Globo, na telenovela “Eu prometo”, nunca mais saindo e nunca trabalhando para outro canal.

Ao longo da sua vasta carreira, Malu Mader participou nos principais títulos da Globo, como “Anos dourados”, “Top Model” ou “O dono do mundo”.

Considerada uma das atrizes mais belas do Brasil, Madu Mader foi durante muitos anos aliciada para posar para a Playboy, propostas que sempre recusou. Paralelamente à televisão, a atriz experimentou também o cinema, incluindo a dobragem de filmes de animação para os mais novos.

Bruna Marquezine


A atriz Bruna Marquezine é um dos grandes nomes da atualidade da televisão brasileira e vista por muitos como o futuro da representação no Brasil. A sua vida pessoal, graças a uma conturbada relação com o futebolista Neymar, tornou-a numa presença assídua da comunicação social, a maior parte das vezes devido a assuntos privados.

Nascida em Duque de Caxias, em 1995, Bruna Marquezine chegou à televisão ainda criança, para integrar o painel de jovens entrevistados do programa “Gente inocente”. O seu à-vontade perante as câmaras fizeram com que fosse convidada rapidamente para integrar o elenco de “Mulheres apaixonadas”, telenovela de 2003.

A partir daí, Bruna Marquezine nunca mais parou. Em “América”, a sua personagem invisual estabeleceu-a como uma jovem promessa a seguir. Atualmente, a atriz tem dividido a sua carreira com a moda, tendo desfilado para a Dolce & Gabbana, na Semana da Moda de Milão  do último ano.

Marina Ruy Barbosa


A Rede Globo sempre teve olho para detetar talentos precocemente e mantê-los nas suas produções, acompanhando a sua evolução ao longo dos anos. Foi o que aconteceu com a atriz Marina Ruy Barbosa, que chegou ao canal ainda criança, e onde continua como um dos principais rostos das suas telenovelas.

Nascida no Rio de Janeiro, em 1995, a atriz estreou-se em 2004 na telenovela “Começar de novo”. A partir dai, a atriz fez parte do elenco de títulos como “Império”, “Deus salve o rei” ou “Totalmente demais”.

Marina Ruy Barbosa colecionou prémios ao longo da sua carreira, que se estende também à moda, ao teatro e ao cinema. No entanto, a atriz tem-se destacado sobretudo pelas suas ações de filantropia, sendo uma ativista pelos direitos dos animais, mas também da do a cara no combate e na sensibilização contra o cancro.

Paolla Oliveira


Paolla Oliveira estreou-se na televisão numa telenovela na RecordTV, o que chamou a atenção de outros e rapidamente se tornou das atrizes da Globo. Também mais tarde, em 2012, Paolla Oliveira adotaria um segundo L no seu nome próprio, em função das suas crenças na numerologia, o que parece ter resultado em lhe trazer maior sucesso profissional.

A telenovela “Belíssima” foi a primeira a criar grande impacto junto do público, seguindo-se “O Profeta” ou “Ciranda de pedra”, dois títulos fortes da Globo. Desde 2008 que Paolla Oliveira tem também mantido uma carreira paralela e sólida no cinema, incluindo na dobragem.

A beleza de Paolla Oliveira também tem sido destaque, levando-a inclusive a ser considerada a mulher mais sexy do mundo, pela revista VIP, em 2013.

Giovanna Antonelli



A telenovela “O Clone”, de 2001, foi uma das mais bem-sucedidas telenovelas da Globo, tanto no Brasil como na Europa. A história de uma muçulmana que viva um amor proibido com um brasileiro, expondo um conflito de tolerância religiosa e cultural, incendiou paixões em vários países e nela Gionvanna Antonelli foi das atrizes da Globo que fez sucesso.

A atriz, nascida em 1976 no Rio de Janeiro, tem-se destacado desde então como protagonista em vários títulos da Globo: “Sete pecados”, “Aquele beijo” ou “Em família”. No entanto, actualmente Giovanna Antonelli tem-se dedicado mais ao grande ecrã e a trabalhos mais exigentes e amadurecidos.

Com uma série de prémio e distinções amealhados ao longo da carreira, Giovanna Antonelli continua a ser um dos rostos de maior confiança da Globo, enquanto símbolo de uma renovação de gerações.

Juliana Paes



Juliana Paes é considerada uma das grandes bombas sexuais da televisão brasileira e das mais atraentes atrizes da Globo, que tem sabido aproveitar isso nos seus títulos, em telenovelas como “O clone”, “Pé na Jaca” ou “O astro”.

Em 2012, Juliana Paes foi escolhida para ser Gabriela na telenovela homónima, baseada no romance de Jorge Amado “Gabriela, cravo e canela” e um remate de um título lendário da televisão brasileira. A sua ascendência árabe, afro-brasileira, indígena, e espanhola fazem uma mistura explosiva de sensualidade, mistério e sedução, que tem apaixonado o público brasileiro desde que se estreou em “Laços de família”.

Além disso, Juliana Paes posou também para várias revistas masculinas, incluindo a Playboy, onde foi capa em 2004. Nascida em Rio Bonito, em 1979, Juliana Paes tem experimentado também o cinema nos últimos anos.

Fernanda Montenegro



A atriz Fernanda Montenegro é a grande diva da televisão brasileira e um dos maiores nomes da Globo, da qual faz parte desde 1981. A atriz nascida no Rio de Janeiro, em 1929, tem uma invejável carreira, sendo inclusive a única brasileira a ter sido nomeada para um Oscar de melhor atriz. Foi em 1998 com o filme “Central do Brasil”, um feito ainda mais impressionante tendo em conta que é um filme falado em Português.

Fernanda Montenegro é considerada a primeira dama da representação no Brasil e a sua presença na televisão e na Globo em particular é um símbolo de prestígio, classe e sofisticação. Participou em alguns dos títulos de maior sucesso do canal brasileiro, como “Rainha da Sucata” ou “Sassaricando”.


(Carregue para aumentar)






Autor: author Tiago Palha

Tiago Palha é um redator apaixonado por tudo o que tem a ver com o mundo das celebridades, tecnologia gastronomia, e muito mais. Siga-o nas redes sociais: Facebook | Twitter

0 comments:

Publicar um comentário